O coração da cidade e do concelho é a Praça de São Pedro, ponto de encontro, de convívio e lazer. Ornamentada com pequenos espaços verdes, a Praça de São Pedro é das praças mais ilustres da Beira Alta, já que é elegantemente enquadrada pela Igreja da Misericórdia (Igreja datada do século XVIII que tem na fachada azulejos pintados à mão), a Fonte de São Lázaro (que data de 1779), a Igreja de São Pedro (Igreja Matriz datada do século XVII) e a Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira (antigo Solar dos Serpa Pimentel, Marqueses de Gouveia, datado do século XVIII, que integra uma Capela particular dedicada à Senhora dos Prazeres e ao culto a Santa Eufêmia).

Deixando a Praça de São Pedro e seguindo pela Rua Direita, junto à Igreja de São Pedro, encontraremos a Casa da Torre, que foi propriedade dos primeiros Marqueses de Gouveia, onde se destaca uma Janela Manuelina, classificada como património nacional. Neste edifício funciona actualmente o Centro de Interpretação do Parque Natural da Serra da Estrela. Ainda na Rua Direita encontra-se o Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, instalado no Solar do Condes de Vinhó e Almedina, também do século XVIII.

Igreja de S. Pedro, Gouveia

Um pouco mais afastado do centro da cidade, já no caminho para Moimenta da Serra fica o Convento de São Francisco, cuja origem remonta provavelmente ao século XIII, tendo sofrido obras de restauro no século XVIII. Trata-se de um edifício privado de grande interesse público.

Bem perto do Convento de São Francisco situa-se um dos mais típicos bairros de Gouveia (a par com o Castelo, a Biqueira e o Toural), o Bairro do Outeiro, onde se destaca o Largo da Capela de São Miguel.

Ainda na cidade de Gouveia é possível desfrutar de vários espaços verdes de lazer tais como o Parque Infantil, o Jardim Lopes da Costa, o Jardim da Ribeira, o Largo Dr. Alípio de Melo e o Pátio do Museu Arqueológico. Uma vista panorâmica da cidade e do concelho é possível subindo ao Mirante do Paixotão ou ao Mirante da Avenida Pedro Amaral Botto Machado.

A fauna e flora da região serrana têm lugar de destaque no Parque Zoológico, que se pode visitar à saída de Gouveia na estrada que liga Gouveia a Nabais.

A cidade de Gouveia e as aldeias do concelho proporcionar-lhe-ão cenários urbanos e de natureza, momentos de cultura e lazer que nenhum hóspede da Quinta do Lagar da Moira pode perder!

A cidade de Gouveia situa-se na encosta noroeste da Serra da Estrela, a aproximadamente a 700 metros de altitude, possibilitando uma das subidas mais agradáveis para a Serra da Estrela, entre esculturas trabalhadas na pedra pela natureza, nascentes de água pura e a fauna e flora da montanha.

Povoada pelos Túrdulos, Gouveia, antes Gaudella, teve o seu primeiro foral pela mão de D. Sancho I, em 1186. Com o objectivo de promover a povoação e a defesa da região D. Afonso II, em 1217 atribuiu novo foral, reforçando os privilégios concedidos aos moradores, gesto repetido por D. Manuel I, em 1510.
Gouveia
Árvores junto à Capela do Senhor do Calvário, Gouveia
Topo

Em Gouveia poderá praticar diversas actividades ligadas à natureza nomeadamente efectuar percursos pedestres, percursos de BTT ou fazer canoagem no Vale do Rossim; outro tipo de desportos, individuais e colectivos, têm também lugar, sendo a sua prática possível nas infra-estruturas municipais dedicadas ao desporto. Mas passar por Gouveia obriga também a um percurso cultural. Em Gouveia fascine-se com o casario dos bairros mais antigos, a nobilidade dos edifícios históricos, a arte das Igrejas e Capelas, mas também e sobretudo com a simpatia, as histórias e saberes das gentes.

A poucos metros da Praça de São Pedro, na Avenida 25 de Abril, situam-se os Paços do Concelho, edifício onde, no século XVIII, viviam e leccionavam padres jesuítas. Mais tarde serviu também de refúgio para as freiras do Convento do Loreto, de Almeida, de hospital militar e de Tribunal e Cadeia Pública desde 1839, já no século XX recebeu os serviços e executivo camarário.

Bem perto dos Paços do Concelho, com vista para a cidade, encontra-se a Capela do Senhor do Calvário, datada também do século XVIII, tendo sido edificada por vontade dos jesuítas em acção de graças pela povoação de Gouveia não ter sido afectada pelo terramoto de 1755.

A denominação de “Tear da Beira” talvez esteja hoje um pouco desfasada, mas o epíteto de “Cidade Jardim” traduz uma opção e forma de estar da cidade, nos espaços públicos e privados. Com o declínio dos têxteis esta indústria, ainda que permaneça significativa, cede o foco das atenções para as indústrias das bebidas e dos produtos alimentares tradicionais como o queijo, os enchidos e as compotas.
Flor do Campo

 

Quinta do Lagar da Moira
Ribeira de Linhares
Olival

 

Flor de Macieira

 

 

 

Vista da Avenida 25 de Abril, das escadas do Senhor do Calvário, Gouveia

 

Início

A Quinta

Localização

A Região

Aldeias

Vilas

Gouveia

Serra da Estrela

Rotas Turísticas

Actividades

Museu de Lagar

Contactos

Reservas

Ligações de Interesse

Mapa do Site

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Quinta do Lagar da Moira
 
Email: quintalagarmoira@gmail.com
6290-622 Vila Franca da Serra
© Todos os direitos reservados, Quinta do Lagar da Moira, 2005.
Telefone/Fax: 271 708 601
Gouveia - Serra da Estrela
Última actualização: 2005/12/22
Telemóvel: 967 450 961