Eventos recentes que decorreram em Vila Franca da Serra
A Associação Cultural Mário Gomes Figueira (ACMGF) e a Junta de Freguesia de Vila Franca da Serra, com o apoio da Quinta do Lagar da Moira, organizaram no passado Verão as actividades “O Ciclo do Pão” e “Malhar o Milho e Cozer o Pão”, onde se recriaram actividades agrícolas tradicionais.
Quinta do Lagar da Moira
Ribeira de Linhares

"O Ciclo do Pão"

“O Ciclo do Pão” realizou-se nos dias 26 de Junho e 3 de Julho de 2005. O primeiro dia do evento foi dedicado à ceifa do centeio, ao transporte deste para a eira e à moagem de grão, malhado noutra altura.

A ceifa decorreu num campo de centeio perto da capela de Santo António, no lugar de Martinel, em Vila Franca da Serra. Os trabalhadores ceifaram desde cedo.

Com ordem do “manajeiro” foi feita uma pausa, a meio da manhã, para ser servido o “carabelo”, uma merenda com produtos típicos como as azeitonas, o queijo e o pão, entre outros.

Senhor Morais

Animado pelo Senhor Pedro, o rancho de trabalhadores cantou canções populares, dedicadas a estes trabalhos agrícolas.

Terminada a ceifa foi tempo de ser servido o “almoço” e o “jantar”. Ao rancho de trabalhadores juntaram-se aqueles que assistiram a esta actividade, havendo ainda tempo para todos confraternizarem e até para alguns jogarem à “xona” (noutros lugares designada por “bilharda”).

Carregada a carroça, puxada por uma burra, o centeio foi transportado para a eira da Quinta da Regada.

Ao início da tarde foi feita a visita a um Moinho de Água, junto ao Rio Mondego, onde puderam ser observados todos os objectos e utensílios de moagem e ouvir as explicações do proprietário do Moinho, o Sr. Miguel. Não foi possível realizar a moagem do grão devido ao reduzido caudal do Rio Mondego.

No Domingo, dia 3 de Julho de 2005, foi altura de cozer o pão no Forno Comunitário de Vila Franca da Serra, e de malhar o centeio, na Eira da Regada.

Devido à elevada temperatura necessária para cozer o pão, esta actividade, inicialmente marcada para o início da manhã, desenrolou-se na madrugada do dia 3 de Julho.

Em primeiro lugar foi acendido o forno, com lenha apanhada no dia anterior. A massa foi, então, amassada pela Senhora Glória e pela Senhora São. Esta última, com a sabedoria dos seus 93 anos, teve ainda a seu cargo a tarefa de benzer a massa, tradição antiga e revivida na região em diversas ocasiões.

Ao início da tarde do dia 3 de Julho foi malhado o centeio na Eira da Regada. Inicialmente a palha foi espalhada, para que os homens – 4 de cada lado – pudessem começar a malhar.

A certa altura as mulheres "viraram a beira" para que o centeio fosse bem malhado. Enquanto alguns homens malhavam, outros consertavam e faziam novos manguais.

Depois de, ritmada e alternadamente, os homens terem malhado todo o centeio, as mulheres varreram a eira, juntaram o centeio, ergueram-no (para que se separasse da palha) e mediram-no.

Malhar o centeio

A meio dos trabalhos foi servida a piqueta e, após o centeio ter sido malhado, erguido e medido, foi servido o jantar e a merenda.

No final, aqueles que o desejaram, tiveram ocasião de jogar à “xona” e à malha.

O Senhor Albertino Dias Tomás, vilafranquense, radicado nos Estados Unidos da América, esteve presente nesta actividade, no dia 3 de Julho, e enviou para a Associação Cultural Mário Gomes Figueira uns versos de sua autoria, dedicados a esta actividade. Não deixe de os conhecer!

"Malhar o Milho e Cozer o Pão"

Esta actividade decorreu no dia 25 de Setembro de 2005.

O pão foi cozido durante a noite e madrugada desse dia.

A malha do milho que, em ano de pouca água, não era muito, realizou-se na tarde do dia 25 de Setembro, na Eira da Regada.

Depois de varrida a eira e descarregado o milho, este foi desfolhado pelo rancho de trabalhadores. De seguida foi espalhado na eira e malhado.

Já malhado, o milho foi erguido e medido. Na medição foi utilizado o alqueire.

Malhar o milho

Por último, foi varrida a eira.

A actividade foi finalizada com o convívio entre os participantes em volta de uma merenda com produtos regionais, onde se destacava o pão cozido na noite anterior.

“O Ciclo do Pão” e a actividade “Malhar o Milho e Cozer o Pão” permitem à ACMGF e à Junta de Freguesia de Vila Franca da Serra manter vivas, na memória colectiva das gentes da região e de quem nos queira visitar, as actividades agrícolas relacionadas com o pão.

Recordar e reviver o trabalho duro, mas também os momentos de convívio e divertimento entre os ranchos de trabalhadores é, também, ajudar a escrever a nossa História, dando a conhecer o passado do país que hoje somos.

Fotografias
 
Quinta do Lagar da Moira
 
Email: quintalagarmoira@gmail.com
6290-622 Vila Franca da Serra
© Todos os direitos reservados, Quinta do Lagar da Moira, 2005.
Telefone/Fax: 271 708 601
Gouveia - Serra da Estrela
Última actualização: 2005/12/22
Telemóvel: 967 450 961
Topo

Início

Eventos na Quinta

Eventos em Vila Franca

¬Eventos recentes

¬Versos da Malha do Centeio

Fotografias

A Quinta

Localização

A Região

Actividades

Museu de Lagar

Contactos

Reservas

Ligações de Interesse

Mapa do Site

Flor do Campo
Olival
Flor de Macieira